segunda-feira , 18 de dezembro de 2017
Dica: Fotografar o pôr do sol

Dica: Fotografar o pôr do sol

Vamos lá! São quatro regras simples e fáceis de como fotografar o pôr do sol. As dicas são para qualquer fotógrafo, profissional ou amador, que com certeza ajudarão a fazer fotos incríveis. Confira:

1. Saia cedo de casa!

Não dá pra saber quando a luz e o céu estarão mais bonitos, mas normalmente a janela de tempo onde isso acontece é muito curta, as vezes são 5 minutos ou menos. Isso pode acontecer à qualquer momento, desde meia hora antes até depois do pôr do sol, por isso você deve estar no local onde vai fazer a foto pelo menos 1 hora antes. Gaste um tempo para encontrar um local ideal, lembre-se de analisar bem o cenário, procurar possíveis silhuetas, reflexos no mar, e não tenha pressa na hora de procurar à melhor composição, uma dica que muitas vezes funciona é colocar à sua câmera próxima ao chão (no tripé).

Pôr do sol em Londres

2. Qual equipamento levar?

Qual lente usar? Isso depende do tipo de foto que você quer fazer, quanto mais grande angular for a lente, menor o sol e as nuvens ficarão na foto. Se o ponto principal da imagem é o pôr do sol por si só, eu indicaria uma lente com zoom, até uma 70-200. Já se a foto inclui objetos no primeiro plano, silhuetas ou outros detalhes da paisagem a melhor opção é uma grande-angular. Como sempre, experimente.

O tripé é essencial para conseguiu uma imagem nítida e profissional. Além de tudo o tripé ajuda na hora de compor a foto, você vai chegar antes, achar um local legal, enquadrar a imagem e esperar o momento certo sem ter que se preocupar em usar uma velocidade alta de disparo para evitar tremores.

Um bom flash para iluminar o primeiro plano também funciona as vezes e vale umas tentativas (apesar de que eu sempre fui fã de uma boa silhueta).

Pôr do sol em Lisboa

3. Qual é a melhor configuração?

O mais importante é chegar cedo, caso não tenha familiaridade com as configurações da sua câmera, chegar cedo é mais importante ainda. Durante o pôr do sol tudo acontece rápido e não é o momento ideal para aprender. Com isso dito, comece a experimentar com diferentes tempos de exposição, o objetivo é não deixar grandes partes do céu “estourado”, todo branco ou muito escuro. Deixe o ISO o mais baixo possível, as partes escuras em fotos deste tipo podem ficar muito granuladas com o ISO alto, principalmente se você está planejando em processar a imagem depois. Uma dica ajudar bastante é a regra do Sunny 16.

Configure o Balanço de Bracos (White Balance), normalmente deixar em automático resolve, mas como estaremos trabalhando com cores fortes, a sua câmera pode tentar compensar as cores, e a foto pode ficar estranha. Novamente, experimente deixar nas opções Luz do Sol ou Sombra (Daylight or Shade), mas como toda câmera é diferente tente outras opções até encontrar a ideal.

Pôr do Sol com Céu Azul

4. Qual é o momento certo?

Tenha paciência, não fique indo pra lá e pra cá procurando a melhor luz. Durante o pôr do sol as coisas acontecem rápido e se você não se concentrar pode acabar perdendo o momento perfeito. Tire várias fotos com os diferentes tipos de luz e vá ajustando a câmera, e não se esqueça e esperar até depois que sol termine de se por, muitas vezes esse é o momento quando as nuvens ficam mais laranjadas e com a luz mais bonita.

Pôr do Sol no Pico do Paraná

2 comentários

  1. Tenho uma pergunta. Como fazer fotos do sol sem que apareça aquelas pontinhas? O que da impressão de um efeito “estrela”

    • Você pode usar um parasol na sua lente, mas isso só funciona quando ele não está centralizado. Uma segunda dica que pode ajudar bastante é usar o filtro polarizador.

Deixe uma resposta